Prêmio Personalidade França Brasil

A CCFB realizou em 2001 a primeira edição do Prêmio Personalidade França Brasil tendo como objetivo principal premiar uma personalidade de reconhecimento público, brasileira ou francesa que durante o ano tenha contribuído para as relações França - Brasil através de sua atividade, seja ela comercial, política, filantrópica, cultural, acadêmica ou esportiva.

No dia 19 de novembro a CCFB realizou a 10ª edição do Prêmio Personalidade França-Brasil. Com a presença de aproximadamente 700 pessoas, o evento reuniu autoridades brasileiras, como Ministro da Saúde, Ministro das Cidades, Ministro da Defesa, o governador Sérgio Cabral, o vice-governador, Luiz Fernando Pezão, Senadores, Deputados Federais e Estaduais, a ministra da Economia francesa, Christine Lagarde, do embaixador da França, Yves Saint-Geours, e do presidente da Câmara do Comércio, François Dossa, além de empresários franceses e brasileiros. Este ano a escolha, unânime entre os conselheiros da CCFB, homenageou o Exmo. Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, Presidente da República Federativa do Brasil.

Acompanhando o Presidente à mesa principal, estavam o governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, François Dossa presidente da Câmara de Comércio França-Brasil e do Banco Société Générale, Benedictor Junior do Consorcio Baia de Sepetiba, Bernard Mignucci, presidente do Credit Agricole, Carlos Gomes da PSA Peugeot Citroen do Brasil, Christine Lagarde Ministra francesa, Damien Loras, conselheiro da presidência francesa, Diony Lebot, do Banco SG, senador Edson Lobão, Eduardo Eugenio Gouvea Vieira, da Firjan, Eduardo Marson da Helibras, François Haas, do grupo SAFRAN turbomeca, Herve Guillou da EADS, Jean Philippe Ollier, presidente da Michelin, Jorge Felippe, pres da Câmara de Vereadores representando o Prefeito Eudardo Paes, Jorge Viana, senador eleito, José Gomes Temporão, Ministro da Saúde, Laurent Mourre, da THALES, Lindberg Faria, senador eleito, Luiz Fernando Pezão, vice-governador do Rio de Janeiro, Marcio Fortes de Almeida, Ministro das Cidades, Mauricio Bahr, Presidente da GDF/SUEZ do Braisl. Patrice Lebrun, Sanofi/Aventis Patrick Boissier, DCNS, Regis Fichtner, senador, Umberto Dotta da EDF UTE Norte Fluminense, Varso Toppjian, Presidente Laboratorios SERVIER, Vitor Hallack da Camargo Correa, o Ministro Nelson Jobin, Yves Saint-Geours, Embaixador da França Jean-Pierre Chabriol da Raffale International, Jean Franciscus Flachet representando a GDF/SUEZ, Eric Kandel, prêmio Nobel de Medicina, Carlos Minc e Claudio Lopes procurador geral do estado.

Antes do presidente discursar, o governador Sérgio Cabral foi chamado ao palco. Cabral agradeceu a presença de todos e lembrou as importantes ações do governo de Lula.

"É um enorme prazer ceder o Palácio Laranjeiras para este evento tão justo. É uma enorme felicidade verificar que a França aprofunda com o Brasil relações comerciais e que elas são cada vez mais fortes para alegria dos seus povos que se admiram mutuamente. Portanto, senhor presidente, acho muito justa a homenagem neste momento de tristeza, mas para o bem da democracia, em que está deixando a presidência. É bom confirmar que o estilo Lula de governar foi de diversificação comercial, o Brasil diversificou sua pauta de exportação e importação, da mesma maneira que distribuiu renda internamente e democratizou o acesso aos bens para o povo brasileiro. Estamos homenageando o maior, o melhor, o mais popular presidente do Brasil" – destacou o governador.

O ponto alto da cerimônia ocorreu logo após a fala da ministra da economia francesa, Christine Lagarde. Um vídeo gravado pelo presidente Sarkozy foi exibido para os convidados. Nele, o presidente francês ressaltou a forte amizade que tem com o presidente Lula e a exitosa parceria comercial entre a França e o Brasil. 

"Você será sempre um amigo, um amigo querido. O mundo precisa ter sua visão e a audácia. Os presidentes que transmitem o poder não morrem. Agradeço por ter a vontade de preservar a aliança com diálogo. Temos 500 empresas francesas instaladas no Brasil e as empresas brasileiras estão começando a se instalar na França e se minha opinião tivesse sido solicitada, não teria votado em ninguém mais para receber o Prêmio Personalidade França-Brasil – O mundo precisa de você LULA" – disse.

No seu discurso antes da entrega do Prêmio, François Dossa garantiu ao Presidente Lula que as empresas francesas entenderam o recado de como trabalhar no Brasil, em parceria com empresas brasileiras, para, juntas, conquistar outros mercados. 

Durante o seu agradecimento, o presidente Lula destacou a transformação brasileira, sobretudo no que se refere à apresentação do país ao mundo. Lula disse que era preciso mudar a auto-estima do brasileiro. Defendendo a participação do Brasil no Conselho de Segurança da ONU, o presidente afirmou ainda que conta com o apoio do atual e do ex-presidente francês Jacques Chirac para isso. 

"Nós não temos de pedir licença a ninguém. Nascemos não só para batermos palmas, mas também para sermos aplaudidos. Além disso, nas relações internacionais, existe país que se respeita e que não se respeita" – disse Lula, acrescentando que não está satisfeito com a política cambial norte americana: 

"Não podemos concordar com a guerra cambial que os Estados Unidos vem fazendo para resolver seu problema de déficit fiscal, sem se importar com o que está acontecendo com outros países do mundo que dependem da economia e do dólar. Tem país que não estava habituado a ser contestado. Queremos participar de reuniões para dizer como é que nós compreendemos as coisas."

Pode-se destacar também as empresas que estiveram presentes e que convidaram  seus clientes e parceiros, entre elas francesas e brasileiras como Société Generale, GDF Suez, Camargo Correa, PSA Peugeot Citroen, Michelin, UTE Norte Fluminense, CBS Consorcio Baía de Sepetiba, Servier, Credit Agricole, Sanofi Aventis, EADS, Helibras, Rafale International,  DCNS, Safran Turbomeca do Brasil, Thales, além de outras como Sofitel, Firjan, Netune, Embraer, Accor, Andrade Gutierrez, Dannemann, Dassault, Essilor, Gouvêa Vieira, Lafarge, Lanpar, L'oréal, Pharnext, PHM & Forum Services etc.

Membros Institucionais da CCFB

    • ASGV Advogados
    • Accor
    • Air France
    • Air Liquide
    • Allianz
    • Alstom
    • Amil
    • Areva
    • Atos
    • Axa
    • BNP Paribas
    • CAP Gemini
    • Carrefour
    • Chenut Oliveira
    • Credit Agricole
    • EDF
    • Edenred
    • Engie
    • GL events
    • Global
    • Gouvea Vieira
    • Groupe Snef
    • Ipsos
    • L'Oreal
    • Laboratoires Servier
    • Lafarge
    • Leroy Merlin
    • Michelin
    • Moet
    • Nissan
    • Odebrecht
    • PSA Peugeot Citroen
    • Pernod Ricard
    • Pinheiro Neto
    • Renault
    • Safran Turbomeca
    • Saint Gobain
    • Sanofi
    • Siqueira Castro
    • Societe Generale
    • Total
    • Valeo
    • Vallourec
    • Vinci Energies

Relatório de Atividades 2015