Câmara de Comércio França Brasil

Notícias
  1. CCIFB
  2. Notícias
  3. Atualidades das Câmaras
  4. Novo relatório do auditor fortalece transparência nas empresas

Novo relatório do auditor fortalece transparência nas empresas

Em vigor desde o final de 2016, o novo relatório do auditor exige mais participação dos órgãos de governança corporativa nas etapas de comunicação e identificação de possíveis riscos para as corporações. O novo formato abre maior espaço para o debate entre auditores e empresas no intuito de desenvolver um relatório com conteúdos específicos, que destaquem claramente os pontos relevantes de cada organização.

As mudanças e os desafios para os auditores neste cenário foi tema do encontro promovido pela Comissão de Governança Corporativa da CCIFB/RJ, em parceria com o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), no espaço La Maison do Consulado da França no Rio de Janeiro. O debate reuniu especialistas de entidades e de empresas líderes do mercado de auditoria. 

No atual período de intensa discussão sobre a conduta ética nas empresas em razão das investigações da operação Lava Jato, o tema transparência foi foco dos painéis apresentados. “Temos que trabalhar em transparência e em confiança com as demonstrações financeiras, esse é o grande objetivo. Demorou praticamente uma década para a norma de auditoria ficar pronta, e contou com um envolvimento grande da sociedade nas pesquisas iniciais e nos documentos de discussão até que ficasse no formato para ser adotado em 2016. Agora é avaliar e desenvolver os ajustes necessários”, explicou Patrícia Agostinho, do Instituto dos Auditores Independentes do Brasil (Ibracon). 

Para os especialistas, o novo relatório do auditor fortalece políticas de transparência e aprimora a comunicação com acionistas. “Antes não havia necessidade de pontuar, item a item, o que no relatório era mais relevante. Com a mudança, coloca-se uma lanterna sobre os principais assuntos; é o que pode ter de mais crítico na contabilidade da empresa auditada”, ressaltou Rodrigo Albuquerque, da auditoria Mazars Cabrera.

O debate contou com a participação do Coordenador da Comissão de Governança Corporativa da CCIFB/RJ, Leonardo Cotta Pereira (Siqueira Castro Advogados), do Coordenador Geral do Capítulo Rio do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), João Laudo de Camargo, além dos especialistas: Danilo Simões (KPMG), Madson de Gusmão (CVM), Rodrigo Alburquerque (Mazars), Roberto Santos (EY - Ernst Young), Roberto Paulo Kenedi (Deloitte), Patrícia Agostinho (Ibracon) e Valdir Renato Coscodai (Pwc). 

Rio de Janeiro

Voltar à lista