Câmara de Comércio França Brasil

Notícias
  1. CCIFB
  2. Notícias
  3. Atualidades das Câmaras
  4. Evento debate transformação das HR Techs no mundo do trabalho

Evento debate transformação das HR Techs no mundo do trabalho

O advento das chamadas HR Techs, as startups com soluções tecnológicas para as áreas corporativas de Recursos Humanos, tem transformado o mundo dos negócios e o modelo de gestão de talentos nas empresas instaladas no Brasil.

O tema foi alvo de um evento conjunto entre a Comissão de Startup e a Comissão Mundo do Trabalho, da CCI França Brasil (SP), realizado no dia 28 de fevereiro, na sede da entidade, na capital paulista. O encontro, que contou com a presença de cerca de 50 empresários franceses e brasileiros, reuniu quatro startups de destaque na área de RH.

Uma delas é a Revelo, especializada em recrutamento em seleção nas áreas de TI e tida como a primeira HR Tech do Brasil. A empresa reúne somente candidatos que atuam em carreiras tecnicamente complexa, como Tecnologia e Desenvolvimento, Marketing de Produto, Business Inteligence (BI) e User Experience. A plataforma conta com um sistema de machine learning aplicado à avaliação dos candidatos.

“Temos uma média de 14 dias entre o acesso e a contratação do candidato. Realizamos pouco mais de dez entrevistas presenciais por semana e já registramos cerca de 12 mil ofertas de emprego na plataforma. Como resultado, nossos cliente tiveram uma economia de 70% no tempo dedicado ao recrutamento”, comentou Alexandre Pedretti, diretor da Revelo.

Outra empresa de destaque foi a Chance, que oferece uma plataforma gratuita de headhunter para cargos operacionais. A proposta da empresa é recrutar profissionais de nível baixo e médio e oferecer treinamentos semi-virtuais com chatbots e especialistas em coaching, que se cadastram de forma voluntária na plataforma. Trata-se de um negócio social, o chamado setor 2,5.

A Chance prepara os candidatos e oferta às empresas, sobretudo nas áreas de serviços, para atuar em cargos operacionais em restaurantes, hotelaria e construção civil, entre outros. “O sucesso do nosso modelo de negócio foi tamanho que o próprio Google tornou-se nosso sponsor”, revelou Ludovic de Gromard, fundado da Chance.

A PinPeople, por outro lado, se propõe a medir o nível de alinhamento do candidato ou do trabalhador com a cultura organizacional da empresa. A empresa possui uma plataforma que faz análises comportamentais dos candidatos e colaboradores, por meio de questionários, que mede o fit cultural de cada um. “Unimos psicologia organizacional e tecnologia para selecionar e reter pessoas engajadas, com base em dados e não em intuição”, disse Isabella Botelho, diretora da PinPeople. “Além de selecionar apenas os candidatos que se enquadram na cultura de uma empresa, também acompanhamos o profissional contratado por um ano, justamente para medir o engajamento na organização”, acrescentou.

Quem também se apresentou no evento foi a Tech Talent, um hackaton digital que desenvolve e mapeia os talentos por meio de jogos e desafios. Trata-se de um ambiente online que reúne profissionais de diferentes empresas em salas virtuais para juntos desenvolverem habilidades, novas ideias e inovações. “Uma das grandes vantagens da plataforma é promover o treinamento de habilidade dentro de uma ambiente de anonimato, sem expor os profissionais aos seus pares, superiores diretos e gestores”, explicou Camila Padua, fundadora da Tech Talent.

Melhorar o ambiente de trabalho com mais qualidade de vida também é uma área que merece atenção das HR Techs. Essa é a proposta da Yogist, que desenvolveu uma nova prática de yoga corporativo. As aulas são oferecidas em três modalidades: na cadeira, no tapete e em eventos. A empresa possui ainda um sistema de e-learning, com 15 tutoriais de cinco minutos que orienta sobre a postura na mesa de trabalho e ensina exercícios para cada parte do corpo que sofre do estresse e do sedentarismo (olhos, pescoço, pulsos, lombar…).

São Paulo

Voltar à lista