Câmara de Comércio França Brasil

Notícias
  1. CCIFB
  2. Notícias
  3. Atualidades das Câmaras
  4. Brasil deve crescer cerca de 3% em 2018, acreditam economistas

Brasil deve crescer cerca de 3% em 2018, acreditam economistas

A economia brasileira deve atingir um patamar de crescimento da ordem de 3% em 2018. A expectativa positiva é compartilhada pelos economistas Octávio de Barros, vice presidente da CCI França Brasil (SP), Gustavo Arruda, do BNP Paribas, e Vladimir Caramaschi, do Crédit Agricole.

Os três economistas participaram do Observatório Econômico da CCI França Brasil (SP), realizado em São Paulo, no dia 14 de novembro deste ano. O debate foi acompanhando por cerca de 50 executivos de empresas francesas e brasileira.

Segundo Barros, a atividade econômica no Brasil seguirá o rumo de crescimento em 2018, mesmo em um ano eleitoral repleto de incertezas. “O motivo é a solidez dos ajustes feitos pela equipe econômica nos últimos dois anos”, comentou. “O ano eleitoral trará, sim, uma certa volatilidade, mas o ambiente macroeconômico será bastante favorável”, acrescentou.

De acordo com Caramaschi, o Brasil vive uma recuperação sólida da atividade econômica, com queda de juros e um avanço significativo da desalavancagem das famílias e das empresas. “O efeito da queda de juros ainda não foi sentido de forma plena pelos brasileiros”, disse.

Gustavo Arruda, do BNP Paribas, lembrou que as famílias brasileiras terão mais recursos em 2018, justamente pela queda no endividamento. “Até então, as famílias utilizam em média 22% do orçamento para pagar dívidas, com previsão de queda para 19% em 2018”, apontou. “Desta forma, as famílias terão mais dinheiro para gastar no ano eleitoral”, completou.

Tal cenário, na visão de Octávio de Barros, coloca a agenda econômica no debate político no ano eleitoral. “Outro fator positivo é a retomada do investimento que estava reprimido nos últimos três anos, como é o caso da indústria automobilística, que anunciou aportes de cerca de R% 15 bilhões no País”, explicou. 

Segundo os economistas, a previsão de inflação é de 3,5% em 2018, com juros de 6,5% e uma média cambial de R$ 3,10 frente ao dólar.

São Paulo

Voltar à lista