Câmara de Comércio França Brasil

Notícias
  1. CCIFB
  2. Notícias
  3. Atualidades das Câmaras
  4. Cidade de São Paulo lança plano para conter degradação da Mata Atlântica

Cidade de São Paulo lança plano para conter degradação da Mata Atlântica

Com 11 milhões de habitantes e seis milhões de carros em um dos mais engarrafados sistemas de trânsito no mundo, é difícil conceber que 30% do território do município de São Paulo é composto por fragmentos da Mata Atlântica, algo como 45 mil campos de futebol. É ainda mais difícil acreditar que existam na cidade paulistana 3 mil unidades agrícolas devidamente regulamentadas, algumas de produtos orgânicos, em regiões que chegam até mesmo a abrigar tribos indígenas.

As informações foram passadas por Anita Correa Souza Martins, coordenadora do Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica, durante reunião da Comissão de Bioeconomia da CCI França-Brasil – SP, no dia 5 de abril. Acompanhada por Beloyanis Bueno Monteiro, do SOS Mata Atlântica, a profissional da Secretaria de Verde e Meio Ambiente da Prefeitura de São Paulo acredita que a iniciativa pode colaborar para estancar o processo de degradação de um dos principais biomas brasileiros.

Criado com a colaboração de 80 técnicos e cientistas, e o apoio das dez diferentes unidades da secretaria, a principal estratégia do plano é a criação de “Corredores Ecológicos” para propiciar a conexão entre os diferentes fragmentos de Mata Atlântica espalhados pelo território do município. A ideia é fazer com que as áreas fontes, aquelas que ainda mantêm a flora original, sejam o pilar de sobrevivência do bioma. 

Segundo Anita, a preservação da Mata Atlântica é essencial para manter um clima que favoreça o regime de águas das represas que abastecem os paulistanos. Sem florestas, o clima esquenta e as fontes secam. Para se ter uma ideia, estudo do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) revela que as áreas da cidade de São Paulo próximas às matas chegam a apresentar uma temperatura média até seis vezes menor do que as áreas urbanizadas.

São Paulo

Voltar à lista