Câmara de Comércio França Brasil

Notícias
  1. CCIFB
  2. Notícias
  3. Atualidades das Câmaras
  4. Cinco tendências no ensino a distância

Cinco tendências no ensino a distância

Jérôme Gras, da CrossKnowledge, Alexandrine Brami, do IFESP, e Liao Yu Chieh, da IDEA9, foram os convidados da última reunião das comissões de Transformação Digital e Comunicação e Marketing da CCI França-Brasil em São Paulo, realizada no dia 12 de julho de 2017. Os três abordaram o tema “Transformação Digital da Educação”.

A Cross Knowledge é uma empresa mundial, fundada no ano 2000, com forte presença no Brasil. Entre seus clientes locais estão a Braskem e o Bradesco. O Ifesp apresentou o case realizado para o Ministério da Defesa no Brasil, no qual realizou a proeza de, em apenas 12 meses, fazer com que militares conseguissem atingir o nível avançado de francês apenas com a formação a distância. Já a Idea9 é uma Edtech, que pretende se transformar em uma escola de negócios online. Confira algumas das tendências apresentadas pelos participantes.

1) Aposta em plataformas multimídia

De maneira unânime, os participantes trataram da necessidade de contar com plataformas online que apresentem conteúdos diversificados em formatos igualmente diversos. Os vídeos e os podcasts são dois dos instrumentos mais utilizados no ensino a distância.

2) Aposta em objetivos definidos e gameficação 

Um dos grandes desafios da educação online é o engajamento dos alunos. Para isso, as plataformas dos participantes contam com assessments digitais, a definição clara de objetivos, de desafios, bem como tutores e ferramentas para transformar cursos e treinamentos em jogos, no qual o aspecto lúdico ajuda no aprendizado e no comprometimento.

3) Aposta no adaptive E-learning e comunidades

Entender as necessidades de cada aluno e oferecer trilhas de aprendizagem específicas para essas demandas é um ponto em comum nas plataformas. Da mesma maneira, os participantes destacaram a importância de estabelecer comunidades de aprendizagem, bem como sistemas de colaboração e reconhecimento. 

4) Aposta na curadoria de conhecimento e acompanhamento

A oferta brutal de informação e conhecimento na internet e redes sociais faz com que o desafio agora seja destacar a relevância dos dados para um determinado grupo. Desse modo, cada plataforma oferece alternativas de curadoria do conteúdo, de maneira a ampliar o leque de opções de aprendizado aos alunos. Os participantes atribuem grande importância ao acompanhamento individual de cada estudante, o que é facilitado pelos instrumentos digitais. 

5) Aposta (constante) nas inovações tecnológicas

O BIG DATA é apontado como um dos grandes benefícios das plataformas online de educação, já que permitem aferir, em tempo real, o que funciona, o que vai mal e as tendências. Da mesma maneira, o chabot é visto como o próximo passo na transformação digital da educação, assim como a realidade virtual.

São Paulo

Voltar à lista