Câmara de Comércio França Brasil

Notícias
  1. CCIFB
  2. Notícias
  3. Atualidades das Câmaras
  4. Oportunidades do financiamento imobiliário europeu é debatido na CCIFB-SP

Oportunidades do financiamento imobiliário europeu é debatido na CCIFB-SP

A Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB-SP) recebeu no dia 8 de agosto os especialistas Fernando Santiago, sócio fundador do Chenut Oliveira Santiago Advogados, que dirige a unidade de Paris, e Miguel Poisson Alves, diretor da Sotheby’s em Portugal, para debater os desafios e as oportunidades para quem deseja investir em um imóvel na Europa. 

“O financiamento imobiliário europeu traz algumas oportunidades interessantes para quem deseja investir em um imóvel para moradia com a família ou mesmo diversificar os negócios”, disse Santiago. “Os brasileiros têm aumentado o interesse pelo investimento imobiliário em países como França e Portugal”, sinalizou.

De acordo com o advogado, em 2016, foram registradas 850 mil transações imobiliárias, das quais 17.140 para não residentes. Outro dado de destaque é que 89% das transações são em imóveis antigos. Desse total, 45% em apartamentos. “A arte de viver a cultura de países como França e Portugal, a queda nos preços dos imóveis e as taxas de empréstimos atrativas são os principais fatores que reforçam o crescimento da procura”, ressaltou Santiago.

Para Miguel Poisson Alves, que apresentou diversas oportunidades de imóveis, o investidor antes de tomar a decisão precisa pensar e definir algumas questões. “Há uma sequência simples de perguntas que devem ser respondidas. São elas: qual a localização desejada, que tipo de moradia, o número de dormitórios, o orçamento disponível e o timing da aquisição efetiva”, explicou.

Veja abaixo sete questões relevantes sobre o investimento de imóvel na Europa:

1. Quem pode solicitar empréstimo?

Particular ou sociedade de direito francês

2. Para qual prazo de empréstimo?

De 5 a 20 anos

3. Que tipo de empréstimo e taxa?

Resgate no vencimento ou amortização (taxa fixa ou variável)

Taxa fixa reembolsável em:

 20 anos (de 1.40% a  2.15% dependendo da qualidade do dossiê)

15 anos (1.30% a 1.95% dependendo da qualidade do dossiê)

4. Qual parcela pode ser financiada?

80% a 90% - para franceses assalariados residentes no Brasil

60% a 80% - para brasileiros assalariados

40% a 60% - para empresários brasileiros 

5. O valor do empréstimo?

De 100.000 euros a vários milhões de euros

6. Quais são as garantias?

Caução, hipoteca ou penhor

7. Qual é a taxa de endividamento?

Cerca de 35% no máximo da renda.

São Paulo

Voltar à lista