Câmara de Comércio França Brasil

Notícias
  1. CCIFB
  2. Notícias
  3. Atualidades das Câmaras
  4. Embrapa aponta apenas 7,8% de área cultivada no Brasil

Embrapa aponta apenas 7,8% de área cultivada no Brasil

Os últimos estudos realizados pela inteligência territorial da Embrapa mostram os três diferentes conceitos trabalhados pela entidade: a atribuição, a ocupação e o uso das terras no Brasil. Esse levantamento recebeu o nome de “kit presidenciável”, formado pelos três grandes desafios que Evaristo Miranda, Chefe Geral da Embrapa Territorial, está apresentando para os candidatos  ao Planalto.

Miranda foi o convidado da última Comissão conjunta Inteligência Estratégica e Agronegócios, na Câmara Francesa.  O doutor em Ecologia pela Universidade de Montpellier tem centenas de trabalhos publicados no Brasil e exterior e já lançou 45 livros, sendo o mais recente "Tons de verde: a sustentabilidade da agricultura no Brasil", lançado em abril.

Segundo o palestrante, 30% do território brasileiro é formado por áreas protegidas, que são as unidades de conservação e as terras indígenas. Isso equivale à superfície de 15 países da União Europeia.  “Esse resultado coloca o Brasil no primeiro lugar de área preservada entre os 10 países com mais de 2 milhões de km2. Estamos à frente da Austrália (19,7%), China (17%) e Estados Unidos (13%)”, explica Miranda.

Se somadas as áreas preservadas, que incluem uma porção dos imóveis rurais, áreas militares, quilombolas e destinadas à reforma agrária o resultado corresponde a 50% do País. O Chefe da Embrapa Territorial ainda surpreendeu os participantes com mais um dado importante. “A agricultura no Brasil é voltada a produzir energia. A cana-de-açúcar produz mais energia do que as hidrelétricas. Em segundo lugar, está a produção de fibras naturais e em terceiro, os alimentos”, revela. “A quantidade de grãos produzidos aqui alimenta quatro vezes a população nacional”, conclui.

Confira mais notícias aqui

São Paulo

Voltar à lista