Appy sobre Eleição da Câmara: Se governo apoiar reforma, não importa quem será o Presidente.

APPY SOBRE ELEIÇÃO NA CÂMARA: SE GOVERNO APOIAR REFORMA, NÃO IMPORTA QUEM SERÁ O PRESIDENTE
Por Cícero Cotrim e Francisco Carlos de Assis

São Paulo, 13/8/2020 – A troca de comando na Câmara dos Deputados fará pouca diferença para o andamento da reforma tributária se o governo federal assumir posição favorável à proposta, diz o economista Bernard Appy, diretor do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF).

Em live organizada pela Câmara de Comércio França Brasil, Appy disse que considera positivo que a equipe do ministro Paulo Guedes tenha apresentado uma proposta de reforma, desde que isso sirva para levar o governo para o lado das PECs sobre o assunto que tramitam no Congresso.

“Se isso trouxer o governo para esse lado, ainda que com a reforma começando pelos tributos federais, eventualmente pode ser positivo”, afirmou. “Mas o lado ruim é que, se o governo forçar a aprovação da CBS [Contribuição sobre Bens e Serviços, que unificaria PIS e Cofins] antes da reforma, pode criar um problema.”

Appy disse enxergar “70% a 80% de chance” de aprovar a reforma tributária, embora tenha ponderado que dificilmente a proposta passará por Câmara e Senado ainda em 2020. “A questão que me preocupa é dos grandes municípios, com a mudança dos tributos. Deve ter uma equação que vai resolver isso, mas pode contaminar a eleição municipal”, disse.

Artigo veiculado no:

 

^