Câmara Francesa realiza primeiro encontro oficial de Luís Fernando de Andrade Serra, embaixador do Brasil na França, com empresários

Convidado no início de 2019 para assumir a embaixada do Brasil na França, Luís Fernando de Andrade Serra ingressou na carreira diplomática em 1972. Em seus quase 49 anos de atuação na diplomacia brasileira, passou por 11 diferentes embaixadas em quatro continentes. Em seu primeiro evento oficial, Serra debateu com empresários da Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB-SP) os desafios e as oportunidades da relação entre os dois países nos próximos anos.

No evento patrocinado pela HUSSEINKS, o embaixador ressaltou que a relação franco-brasileira é sólida e ampla, pois contempla diferentes setores da economia. Destacou, ainda, que a França investe mais no mercado brasileiro do que no chinês e é o único país da Europa que tem fronteira com o Brasil. Sobre o recém acordo assinado entre a União Europeia e o Mercosul, o especialista afirmou que foi um importante passo para ampliar as relações de comércio e que existe uma gama de possibilidades de impacto econômico positivo para os dois lados.

Entre os projetos na área de tecnologia com grande potencial, Serra ressaltou o projeto do primeiro submarino com propulsão nuclear brasileiro (SN-BR) com início da construção previsto para fevereiro de 2020 e a conclusão para o final de 2029. Segundo o embaixador, a iniciativa vai reunir especialistas multidisciplinares e fomentar ainda mais as trocas entre o Brasil e a França.

Na área cultura, ele sinalizou que há um grande desconhecimento sobre as obras francesas no Brasil. Uma das ideias do embaixador é realizar uma exposição fotográfica com as obras localizadas no Rio de Janeiro. Segundo ele, só no centro da cidade carioca são mais de 20 monumentos entre estátua, chafariz, fachadas entre outros.

^