Lançamento da agenda 2021 do ImpactMeninas França-Brasil marca comemorações do Dia 08 de março

Projeto-Piloto visa contribuir para um futuro mais igualitário na formação profissional e educação de meninas e mulheres 

 

Para celebrar o Dia Internacional dos Direitos das Mulheres, a Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB-RJ) e seus parceiros Embaixada da França no Brasil e Lycée Molière lançam neste dia 08 de março a agenda 2021 do projeto-piloto ImpactMeninas França-Brasil. 

A iniciativa visa contribuir para um futuro mais igualitário na formação profissional e educação de meninas e mulheres por meio da promoção do acesso de jovens estudantes a diferentes áreas de atuação, especialmente na ciência, tecnologia e indústria. O projeto será um dos carros-chefe que marcarão as comemorações previstas pela Embaixada da França.

A programação de hoje é voltada para alunas do ensino médio do Lycée Molière e Colégio Pedro II, beneficiárias do projeto. Além de uma apresentação geral do ImpactMeninas por parte da CCIFB e do Serviço de Cooperação Educativa e Linguística da Embaixada, será divulgada uma entrevista da Embaixadora da França no Brasil, Madame Brigitte Collet que, a partir de perguntas das estudantes, compartilhará momentos-chave do seu percurso pessoal e profissional. 

O encontro contará ainda com a apresentação do  documentário “Woman”. Realizado pela jornalista Anastasia Mikova e pelo fotógrafo Yann Arthus-Bertrand, o filme condensa imagens, depoimentos e reflexões de 2000 mulheres em 50 países sobre temas como educação, mundo do trabalho, independência financeira, entre outros.

Para Maguelone Orliange-Ladsous (foto), Adida de Cooperação Educativa e Linguística da Embaixada da França no Brasil, esta pauta é emblemática na diplomacia feminista da qual a França faz parte, aderente à agenda de desenvolvimento sustentável da Organização das Nações Unidas, cujo objetivo transversal é alcançar a igualdade de gênero e empoderar mulheres e meninas até 2030: 

“Por trás das noções de luta contra os estereótipos de gênero e pela igualdade entre homens e mulheres, há sempre histórias simples, únicas e pessoais, que moldam gradualmente a sociedade e o mundo ao seu redor. São histórias como essas que compartilharemos com nossas jovens estudantes francesas e brasileiras neste Dia 08 de março.”

 

Contribuições para a educação e formação profissional de meninas e mulheres em STEM 

O estudo “Decifrando o código: educação de meninas e mulheres em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática”, publicado em 2018 pela UNESCO, mostra que entre as mulheres no ensino superior no mundo, apenas 30% escolheram cursos nas áreas de STEM (sigla para Ciência, Tecnologias, Engenharias e Matemática). O grupo corresponde a 35% de todos os estudantes matriculados nessas carreiras. 

O quadro influencia diretamente o desenvolvimento de profissionais, seja na área acadêmica ou nas empresas, demandando a mobilização de diversos atores da sociedade para gerar transformações. A parceria com o setor produtivo é fundamental para acelerar essas mudanças, como ressalta Maguelone: 

É preciso, em termos concretos, promover oportunidades de descobrir carreiras muitas vezes consideradas prerrogativas dos homens. Para lutar contra estereótipos e clichês de gênero, a contribuição das empresas é essencial no sentido de fomentar vocações junto a potenciais futuras colaboradoras. A concepção e desenvolvimento no Rio de Janeiro deste magnífico projeto, para um público-alvo formado por jovens estudantes francófonas do ensino médio das instituições Colégio Pedro II e Lycée Molière não teria sido possível sem o estabelecimento de uma estreita parceria com empresas francesas através da Câmara de Comércio França-Brasil.” 

Para a Diretora Executiva da CCIFB-RJ, Jaqueline Saad, é crucial estimular o imaginário das meninas quanto a oportunidades concretas das aplicações STEM em diferentes profissões. 

“Mesmo para aquelas jovens que não seguirão formações nessas áreas, numa era marcada pela transformação digital, a tecnologia e a matemática têm uma transversalidade equiparável à aquisição de uma nova linguagem: dominar seus fundamentais é uma alavanca de empoderamento, quaisquer que sejam as escolhas acadêmicas e a evolução profissional”, afirma.

 

Parcerias, diversidade e inclusão

Por meio de encontros virtuais, ateliês e mentorias, o projeto ImpactMeninas França-Brasil possui uma agenda 2021 voltada tanto para a interação entre estudantes e profissionais mulheres atuando nas mais diversas áreas e funções, quanto para troca entre alunas, equipes pedagógicas e empresas. Um exemplo são as visitas a sites industriais e centros de pesquisa & inovação.

Dentre as empresas parceiras da iniciativa está a L’Oréal Brasil.  Nesta semana, o 1º atelier virtual “Mulheres de Impacto” de 2021 contará com a participação de An Verhulst-Santos, CEO da companhia. Ela irá interagir com as alunas do Lycée Molière e Colégio Pedro II sobre seu percurso escolar e profissional.

 

^