Mercado imobiliário tem alta de 4,7% no País, aponta especialista

O mercado imobiliário brasileiro deu sinais de recuperação do crescimento no segundo semestre deste ano, com uma retomada moderada nos negócios no País, sobretudo entre setembro e outubro, com uma alta de 4,7% no indicador que mede as compras previstas para o período.

O dado foi apresentado pelos advogados Edison Carlos Fernandes e Elisa Junqueira Figueiredo, especialistas da FF Advogados no segmento imobiliário nacional e internacional, durante a Comissão Mercado Imobiliário da CCI França Brasil (SP), realizada no dia 7 de dezembro deste ano, na sede da entidade.

Outro indicador apresentado pelos especialistas foi a geração de emprego no setor. Segundo eles, a construção civil registrou, somente no primeiro semestre deste ano, a criação de 52 mil novos postos de trabalho no País. “O segmento é responsável por cerca de 2 milhões de empregos no Brasil”, apontou Fernandes.

“A perspectiva para o próximo ano é que a oferta de imóveis no final do segundo trimestre de 2018 acabará em 12 meses, se for mantida a média de vendas do trimestre”, disse o especialista.

Já a advogada Elisa Junqueira Figueiredo lembrou que o mercado imobiliário tem focado em no primeiro imóvel, cuja estratégia tem se demonstrado bem-sucedida. “Também há uma grande retomada nas aquisições de terrenos”, comentou. “Outro fator que tem impulsionado os negócios do mercado imobiliário é a retomada gradativa da caderneta de poupança, com maior oferta de crédito no País”, acrescentou.

“Somente na cidade de São Paulo, entre janeiro e setembro deste ano, foram vendidas cerca de 18 mil unidades residenciais, patamar 41% maior em comparação com o mesmo período de 2017”, informou. “Porém, fica uma alerta para a necessidade de se traçar estratégia a longo prazo por parte dos players do mercado”, concluiu.

^