São Paulo Webinar

Integrar o ESG aos propósitos das marcas é tema de webinar promovido pela Comissão de Comunicação e Marketing da CCIFB

Diretor Executivo da Utopies Brasil e Rever Consulting, Cyrille Bellier, fala sobre urgência e abrangência das práticas de sustentabilidade – e importância de integrá-las aos negócios das empresas

 

Misturar a sustentabilidade – em todas as suas vertentes – à construção do sentido de uma empresa é crucial para gerar impacto positivo. Cada vez mais atual, o tema ambiental, social e de governança foi debatido no webinar ‘Propósito da marca e ESG juntos para engajar clientes e colaboradores’, promovido, no dia 23 de agosto, pela Comissão de Comunicação e Marketing da Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB).

A mediação do evento foi de Jean Saghaard, líder da Comissão e executivo do Bexs Group. Ao apresentar o webinar, ele frisou a contemporaneidade das práticas ESG e de como, ao se falar sobre o tema, caminham juntos reputação, meio ambiente, diversidade e boas práticas de gestão e governança.

O palestrante convidado foi Cyrille Maxime Bellier, diretor executivo da Utopies Brasil, consultoria especializada em estratégia ESG, inovação sustentável, marcas positivas e mensuração de impacto e cadeia de rastreabilidade.

Com direito a citações de escritores como Eduardo Galeano e Mark Twain, Bellier buscou mostrar a força e a necessidade das práticas ESG no dia a dia das empresas para a criação de um propósito.  “Quando a construção de um sentido se nutre do ESG, isso começa a gerar um grande engajamento para dentro e para fora”, afirmou o executivo.

Para alcançar a integração entre propósito e boas práticas de sustentabilidade, explicou o palestrante, é preciso definir a razão de ser da empresa, quais são suas ambições, o que ela oferece de valor e qual o comportamento de seus consumidores.

A partir daí, é possível implementar as estratégias e modelos que vão fazer com que esse propósito seja conquistado. “A busca por esse propósito integrado aos negócios se torna algo maior do que apenas a busca pelo lucro na ponta”, ressaltou.

Ao mesmo tempo, Bellier lembrou que, atualmente, a maioria dos consumidores exigem um posicionamento das marcas sobre questões da sociedade, assim como priorizam produtos e serviços que respondam a problemas ambientais.

“Marcas que são percebidas como geradoras de impacto positivo aumentaram seu desempenho financeiro em cerca de 206% nos últimos 10 anos”, disse o palestrante.

Além disso, Bellier ressaltou a urgência do tema ESG diante das mudanças climáticas e da perda da biodiversidade: “No caso do Brasil, por exemplo, existem impactos no agronegócio que afetam a produtividade e a economia”.

O executivo citou ainda normas e legislações que estão sendo aprovadas na Europa e no Brasil, tornando a responsabilidade ambiental, social e com os direitos humanos uma obrigação ainda mais forte.

“O poder do capital das empresas é gigantesco, junto com o poder intelectual. As companhias são aceleradoras de mudanças. Temos responsabilidade e precisamos de visão e de consciência”, disse Bellier.

Paola Collelo, diretora de RH da empresa francesa, exalta capacidade do projeto beneficiar jovens, clientes e companhia

 

Tirar jovens funcionários de sua zona de conforto, para que possam desenvolver projetos em um grupo diversificado, é o objetivo do projeto da EGIS, consultoria especializada em soluções de engenharia. A iniciativa foi tema do webinar ‘Programa dos Jovens Talentos EGIS 2023/2024’, realizado, no dia 9 de agosto, pela Comissão Mundo do Trabalho da Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB).

A palestra foi mediada pela líder da Comissão, Sara Behmer, e pela vice-líder, Raquel Busnello. O webinar também contou com a participação da diretora nacional da Câmara, Corinne Fontenelle, que ressaltou a importância de retenção de talentos em um contexto de escassez de mão de obra especializada.

“A gestão e o desenvolvimento de jovens talentos é um tema de grande interesse das empresas no Brasil, mas também uma problemática global. É importante criar os profissionais dentro de casa e retê-los”, disse Corinne.

O webinar foi apresentado pela diretora de recursos humanos da EGIS, Paola Collelo, que conversou sobre o programa, seus objetivos e como ele é realizado. “O que se espera do programa? Que acelere a carreira dos jovens, para que eles desenvolvam mais rápido suas habilidades, façam um mapa de competências e ‘gaps’ e tenham uma visão melhor de negócios”, disse a executiva.

Durante o período do programa, os jovens são divididos em grupos multidisciplinares e, com a consultoria de mentores escolhidos dentro da EGIS, precisam criar um projeto viável e de impacto para os clientes da empresa. Com duração de um ano, o projeto, original do Brasil, foi exportado recentemente para Colômbia e México.

Em anos anteriores, um dos grupos criou um robô que faz uma medição de iluminação pública em áreas com projetos da EGIS. A ferramenta economiza tempo dos funcionários que, antes, precisavam ir pessoalmente até o local. Além disso, torna o processo de medição mais seguro.

“Prova do sucesso da iniciativa é que 40% dos jovens que participaram do programa tiveram alguma promoção ou foram chamados para trabalhos na França”, comemorou Paola.

Maria Clara, funcionária da EGIS na área de RH e que fez parte do programa há três anos, participou do webinar e deu seu depoimento sobre o projeto.

“A parte mais legal é a possibilidade de trabalhar com pessoas de diferentes áreas, desenvolvendo um projeto novo, para o qual cada um traz uma visão e uma necessidade do cliente diferente. Foi um desafio para mim, uma oportunidade muito rica”, disse a jovem.

Perdeu o webinar? Assista o evento na íntegra: