São Paulo Atualidade das empresas  •  Eventos

Por mais mulheres em STEAM

 

Empresa Dassault Systèmes realiza evento em São Paulo para promover o desenvolvimento profissional e educacional de mulheres nas áreas de Ciências, Tecnologia, Engenharias, Artes e Matemática

No dia 28 de junho, a Dassault Systèmes, empresa associada à Câmara de Comércio França Brasil (CCIFB), realizou o seu 2º Encontro de Mulheres em STEAM, no restaurante Barollo Trattoria, em São Paulo. O objetivo do evento é promover o desenvolvimento profissional e educacional de mulheres em STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts and Mathematics) a fim de impulsionar a inclusão e diversidade rumo a um futuro mais igualitário e científico.

Representando a CCIFB, estavam: Andrea Merkel, responsável pelas áreas de Relacionamento com Associados e Apoio às Empresas; Márcio Tabach e Lucas Romeu, líder e vice-líder, respectivamente, da Comissão de Tecnologia e Inovação e também Sara Behmer, líder da Comissão Mundo do Trabalho. Os representantes da Câmara Francesa estavam presentem com o intuito de ficarem por dentro e identificarem temas que podem fazer parte de webinars promovidos pela entidade que visam o compartilhamento de informações importantes com diversos associados, além, é claro, de prestigiarem o evento idealizado pela Dassault Systèmes.

Ao longo do encontro, as profissionais da Dassault Systèmes fizeram apresentações sobre a empresa para o público presente, destacando a relevância dela no mundo. Atualmente são 22,5 mil colaboradores, 197 escritórios em 136 países e mais de 300 mil clientes. Além disso, vale dizer que a companhia possui 41% dos seus colaboradores em P&D, mais de 730 famílias de patentes e tem 5 mulheres num Board de 13 executivos, o que representa 40% do total de membros. (No Brasil, o público feminino ocupa 18,2% dos assentos em Conselhos de Administração. Fonte: “Global board diversity tracker”, publicação bianual da consultoria Egon Zehnder).

Sobre o tema do evento, o grupo de executivas da empresa foi unânime em dizer que o propósito da iniciativa é incentivar meninas e mulheres a imaginar e querer se desenvolver no campo STEAM, ainda predominantemente masculino. Vanessa Maciel, executiva da Dassault, disse que para isso é importantíssimo ter referências. Ela citou Ada Lovelace, primeira pessoa a criar um programa computacional. “Durante o século XIX, ela analisava e traduzia diversos materiais matemáticos e, a partir disso criou o primeiro algoritmo”, contou Maciel, acrescentando que em Londres as escolas têm um dia dedicado a homenagear Ada. Ela citou ainda Katherine Johnson, matemática, física e cientista espacial; Carol Shaw, primeira mulher desenvolvedora de jogos digitais, entre outras.

Na oportunidade, foi realizado o painel “Desafios de Carreira e o Futuro das Mulheres na Tecnologia”, no qual as profissionais contaram sobre os obstáculos que enfrentaram na Universidade e também dos desafios que vivenciam, ainda hoje, na vida profissional, inclusive quando o assunto é maternidade e carreira. Ao final, o público pôde fazer questionamentos, o que garantiu um entrosamento leve e interessante entre as palestrantes e convidados.

Um momento muito inspirador do Encontro da Dassault foi a apresentação do projeto “Meninas na Ciência e Tecnologia”, do Instituto Alpha Lumem (IAL), no qual a fundadora Nuricel Aguilera, que é física, astrônoma e educadora, falou sobre o trabalho que a ONG realiza na busca de soluções de impacto social por meio de ações educativas, desenvolvendo inúmeras iniciativas junto à comunidade, trabalhando com jovens e crianças  para formar lideranças capazes de refletir a construção da própria história, impactar positivamente seu entorno e alcançar o mundo.

A Dassault Systèmes conta com o Instituto Alpha Lumen como parceiro neste projeto de mais mulheres em STEAM. “A mudança social é uma construção que começa sutil e vai se constituindo lentamente até que em algumas partes do todo, uns poucos indivíduos iniciam imensas avalanches de transformação”, comenta Aguilera.

O executivo Vinicius Pinto, diretor de vendas técnicas da América Latina na Dassault Systèmes,  citado pelas executivas da empresa nas apresentações por ter aberto as portas e impulsionado todas elas a buscar seus espaços na companhia e em STEAM, disse que a parceria com o IAL é extremamente importante porque ajuda a criar espaços para que mais mulheres tenham acesso a tecnologia e outras áreas.

Raquel Schobiner, Gerente de Facilities, Compras e Viagens da Dassault,  compartilha da visão de Vinicius e afirma que é preciso ouvir para unir. “Abram portas. Escutem as histórias, pois isso transforma a vida das pessoas”.

Fotos: Equipe Dassault Systèmes