Ações de sustentabilidade marcam o início das comemorações pelos 120 anos da Câmara de Comércio França Brasil

A sustentabilidade marca o início das comemorações pelos 120 anos da Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB). Responsável por estreitar relações entre os dois países, a CCIFB é a mais antiga Câmara de Comércio bilateral em atuação no Brasil.

Iniciando as comemorações de seus 120 anos, a Câmara francesa tem o prazer de compartilhar o comprometimento de seus associados no âmbito da sustentabilidade através do Guia de Ações de Sustentabilidade.

De acordo com a CEO e diretora do BNP Paribas Brasil SA e presidente da Câmara de Comércio França-Brasil, Sandrine Ferdane, o Guia tem como missão enfatizar o destaque que a CCIFB quer dar para o tema de sustentabilidade, além da importância estratégica do tema para as empresas.

Franceses são campeões de práticas sustentáveis no meio corporativo

Segundo dados divulgados pela Corporate Knights, a França destaca-se por liderar a tradicional lista The Global 100. O ranking reúne as 100 empresas com as melhores práticas de sustentabilidade do mundo corporativo.

Liderando o ranking de 2018, a companhia de software francesa, Dassault Systèmes, tem contribuído para empresas e governos na adoção de energias renováveis, novas formas de mobilidade sustentável e na elaboração de projetos para cidades inteligentes.

Na terceira posição, mais uma companhia francesa recebeu destaque. A Valeo, fabricante de peças automotivas e associada à CCIFB, não mede esforços e aposta frequentemente em iniciativas para auxiliar montadoras a reduzirem emissões de carbono. 

CCIFB comemora destaque francês no ranking de sustentabilidade

Sandrine reforça que o destaque francês no ranking de sustentabilidade ressalta a posição da Câmara de Comércio França-Brasil como entidade que representa as relações entre a França e o Brasil.

Segundo ela, a CCIFB procura fomentar, cada vez mais, a troca de conhecimento, de inovação e de boas práticas entre os dois países.

“O tema ganha ainda mais força e relevância diante dos desafios que a inovação e a cultura digital trazem para a sociedade. É preciso que a sociedade se reinvente e aprenda a cuidar, cada vez mais, dos recursos naturais”, explicou a presidente da CCIFB.

Empresas brasileiras também são destaque na The Global 100

Empresas brasileiras também estão aportando investimentos na área sustentável. Prova desses investimentos são as cinco companhias nacionais que passaram a integrar o The Global 100.

A quantidade de companhias que passaram a integrar a lista somam três a mais em relação ao ano de 2017.

Entre as empresas brasileiras que entraram para o ranking de sustentabilidade estão: Natura (14ª posição), Companhia Energética de Minas Gerais – CEMIG (18ª posição), Banco do Brasil (49ª posição), Engie Brasil (empresa francesa implantada no país na 52ª posição) e o Banco Santander (76ª posição).

Liderança sustentável: Sandrine Ferdane relembra vencedores do Prêmio Personalidades do Ano  

De acordo com a presidente da CCIFB, é preciso que as empresas entendam a importância da sustentabilidade. Além disso, Sandrine menciona que essas enfrentam desafios diários para atrair e reter talentos da geração chamada como centennials, que buscam propósito por meio do trabalho. A geração compreende os nascidos em meados dos anos 1990 até o início de 2010.

Dada a importância da sustentabilidade, Sandrine Ferdane relembra a última edição do Prêmio Personalidades do Ano. O Prêmio, realizado pela CCIFB, homenageia personalidades que se destacam por sua liderança em suas áreas de atuação.

Durante a edição de 2019 do Prêmio, Noël Prioux, presidente do Carrefour Brasil, e Maurício Bähr, CEO da Engie, destacaram-se como líderes possuem uma trajetória de promoções de ações efetivas na área de sustentabilidade.

Ações de sustentabilidade dos associados CCIFB

A Câmara de Comércio França-Brasil possui mais de 800 associados, entre renomadas empresas francesas e brasileiras.

Confira abaixo as principais ações de sustentabilidade de associados da Câmara de Comércio França-Brasil.

1) “Fly Responsibly” – Air France – KLM

O foco em sustentabilidade, operacional e ambiental, permeia todas as tomadas de decisões da Air France – KLM. Para tal, a companhia aérea conta com a colaboração de seus 85 mil funcionários e parceiros, além da transparência e hospitalidade que compõem seu DNA.

Essa colaboração rendeu à companhia franco-neerlandesa a liderança pelo segundo ano consecutivo do Índice de Sustentabilidade Dow Jones. O índice é o indicativo mais importante do mundo para as práticas sociais e ambientais promovidas pelas empresas.

Até o fim deste ano, a empresa promete eliminar 210 milhões de itens de plástico de uso único, sendo substituídos por alternativas mais sustentáveis. Além disso, a empresa compensará totalmente as emissões de carbono em todos os voos domésticos. O valor equivale a mais de 450 voos e 57 mil clientes por dia.

A meta da Air France – KLM faz parte da iniciativa “Fly Responsibly” (Voe com Responsabilidade). Criada em julho de 2019, a iniciativa se compromete a criar um futuro mais sustentável para o transporte aéreo através da renovação de frota, desenvolvimento de novas aeronaves, aprimoramento e aumento da produção de biocombustível.

Passageiros e empresas também podem compensar as emissões de carbono de seus voos através dos programas CO2ZERO e Programa Corporativo de Biocombustíveis, respectivamente.

Desde 2017, o cultivo de 500 hectares de floresta tropical foi possível com contribuições de passageiros. Até 2030, a empresa pretende reduzir as emissões de carbono em 50% por passageiro/km.

2) Preservação de vidas sustentáveis – Air Liquide

Líder mundial em serviços, gases e tecnologia, a Air Liquide está presente em todas as etapas da cadeia produtiva industrial. 

A empresa utiliza as mais modernas tecnologias para reduzir o impacto ambiental e contribuir para a preservação de vidas saudáveis.

As soluções da Air Liquide são sempre inovadoras e sustentáveis, uma vez que a empresa almeja que essas, assim como o planeta, tenha longa duração. 

3) “Mobility by nature” – Alstom

A Alstom, empresa francesa que atua na área de infraestrutura e energia de transporte, acredita que a mobilidade se transformou nos últimos anos. 

Segundo a empresa, essa se tornou mais sustentável e inteligente. Sendo assim, adotou a assinatura “Mobility by nature” a fim de reforçar o novo posicionamento da empresa. Os novos valores, portanto, passaram a ser agilidade, inclusão e responsabilidade. Com eles, a empresa pretende impulsionar sua transformação globalmente.

Baseando-se nesse direcionamento estratégico, a Alstom está totalmente comprometida com a neutralização dos impactos gerados a partir de suas operações e soluções.

Vale ressaltar que este ano, a Alstom integrou os Índices de Sustentabilidade Dow Jones mundial e europeu pelo nono ano consecutivo. O marco reconhece a posição de liderança da empresa no que diz respeito à práticas empresariais sustentáveis.

Além disso, a empresa de infraestrutura e energia trabalha em parceria com entidade líderes de mobilidade sustentável, como a ONU e a International Association of Public Transport (UITP). 

Dentre as ações de mobilidade sustentável promovidas pela Alstom nos últimos anos, destacam-se a criação da Aliança de Descarbonização do Transporte (TDA), que tem a missão de adotar transportes cada vez mais limpos por empresas e regiões; a estreia do ônibus elétrico Aptis, na França; e a implementação de soluções de Digital Mobility no Metrô de São Paulo . Essas soluções auxiliam a reduzir em até 30% de consumo de energia na operação dos trens.

4) Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Arkema

A empresa com foco em design de materiais e soluções inovadoras, Arkema, tem o compromisso de entregar soluções sustentáveis à seus clientes e parceiros, contribuindo para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

A Arkema Brasil desenvolve diversas ações com foco sustentável. Alguns exemplos que merecem destaque são a reutilização da água da chuva no combate à incêndios e plantações de mais de cinquenta árvores no Dia Mundial do Meio Ambiente na planta da Bostik, empresa do Grupo, em São Roque. 

Além disso, um programa do Grupo visa reduzir a demanda de oxigênio químico (COD) nas águas residuais das plantas de produção da Arkema em 40% até 2025.

5) Finanças sustentáveis – BNP Paribas

Ao contrário do que muitos pensam, a sustentabilidade vai além da ética nos negócios e do uso da energia limpa. A sustentabilidade também tem a ver com inovações capazes de transformar a sociedade e impactar positivamente os mais variados setores da economia.

Nesse contexto, o BNP Paribas é líder global em operações de finanças sustentáveis. Além disso, o banco francês foi reconhecido pela Euromoney como o  Melhor Banco do Mundo para Finanças Sustentáveis em 2018 e o Melhor Banco do Mundo para a Responsabilidade Social Corporativa em 2019.

Em maio do ano passado, o BNP Paribas realizou, no Brasil, uma operação em apoio à Signify. A ação foi realizada em parceria com o grupo francês Sonepar. Foram R$10 milhões aprovados para a antecipação dos recebíveis de projetos para troca de iluminação e sistemas elétricos em pequenas fábricas, lojas e escritórios. 

Outro marco que merece destaque foi o COE emitido em outubro pelo Global Markets sobre um índice de sustentabilidade implementado pelo próprio banco francês. Foi adicionado um componente de doação a este produto: a cada € 1.000 emitidos, uma árvore é plantada na região da Amazônia peruana.

6) Programa Produção Sustentável de Bezerros – Carrefour

O Grupo Carrefour Brasil possui um compromisso de nenhum desmatamento. Desse modo, a rede de hipermercados garante o origem de suas carnes e a preservação ambiental.

Uma das iniciativas do Grupo que merece destaque é o Programa de Produção Sustentável de Bezerros. A iniciativa reforça o engajamento do grupo em suas cadeias, além de gerar melhorias na etapa de criação de bezerros.  

O Programa diminui os riscos de desmatamento ilegal em áreas de criação de bezerros, uma vez que capacita os produtores sobre as melhores práticas de manejo. aumento de produtividade do solo e restauração e conservação da vegetação nativa. Essas práticas, no entanto, fazem parte do desejo da iniciativa em tornar o fornecimento de bezerros uma atividade transparente e em conformidade com a lei.

A primeira fase do programa, de engajamento e adesão, já envolveu 43% dos produtores. Também já foram iniciadas as visitas para diagnósticos ambientais e assistência técnica. 

7) Práticas sustentáveis – Edenred

A sustentabilidade é um importante pilar de negócios dentro da Edenred. Líder mundial em soluções transacionais, a Edenred é detentora de renomadas marcas, como Ticket, Ticket Log, Repom e Edenred Soluções Pré-Pagas.

Segundo o diretor de Recursos Humanos da Edenred Brasil. Ricardo Amaro, a companhia tem consciência de que a sustentabilidade deve fazer parte dos negócios. “Estruturamos diretrizes globais a partir de três pilares: melhorar a vida das pessoas, preservar o meio ambiente e criar valor de forma responsável. Em 2019, foram mais de 50 iniciativas sustentáveis só no Brasil”, explicou o diretor.

Diversas ações realizadas pela empresa merecem destaque. Entre elas estão o Ideal Day, no qual todas as operações realizam ações de voluntariado durante um dia e o Edenraid, que a cada 10 km percorridos, um euro é revertido para a Make-A-Wish® Foundation, organização que realiza sonhos de crianças diagnosticadas com doenças graves. 

Além disso, a Edenred Brasil também atua fortemente no monitoramento de indicadores ambientais de consumo de recursos e geração de resíduo. A companhia realiza ainda campanhas de conscientização, como adoção de canecas nos escritórios, auxiliando o Grupo a reduzir suas emissões em aproximadamente 7 toneladas de carbono na atmosfera.

8) Utilização de energia renovável – Engie

Alinhada à seus compromissos de sustentabilidade, a companhia francesa de energia, Engie, firmou parceria com a L’Oréal Brasil em junho do ano passado. A parceria tem a missão de utilizar uma energia totalmente proveniente de fontes renováveis.

A energia limpa gerada no Conjunto Eólico de Trairi da Engie abastece as unidades da L’Oréal Brasil no país, evitando a emissão de 7 mil toneladas de carbono na atmosfera. A quantidade equivale ao plantio de mais de 43 mil árvores.

O Conjunto de Trairi, criado pela Engie, é o primeiro projeto de energia eólica e contribui para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

A parceria está alinhada a estratégia global da Engie de liderar a transição energética para uma economia de baixo carbono, atuando próximo das necessidades energéticas de seus clientes e promovendo um desenvolvimento harmonioso. 

A parceria também faz parte do compromisso global de sustentabilidade da L’Oréal Brasil de alcançar uma operação de baixo carbono.

9) Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Leroy Merlin

Atuando no Brasil desde 1998, a rede de materiais de construção, Leroy Merlin, possui excelência no atendimento e na variedade de produtos

de construção, acabamento, bricolagem, decoração e jardinagem, sendo referência do mercado.

A rede francesa possui os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) como principal direcionador de suas ações. Assim, metas de igualdade, inclusão e diversidade tornam-se cada vez mais presentes nas ações da empresa. Como metas para 2021 estão: 6% de PcDs (Pessoas com Deficiência) como colaboradores, igualdade de gênero entre os novos entrantes, 50% de liderança feminina,5% líderes PcD e 20% líderes negros.

Esses objetivos contribuíram para a Leroy Merlin ser eleita como uma das melhores empresas empregadoras do mercado brasileiro, marcando presença no ranking GreatPlacetoWork Brasil 2019, conquistando o 23°

lugar na lista das melhores empresas e a 3° posição no Varejo. A empresa também foi destaque no Guia EXAME de Sustentabilidade 2019.

10) Beleza sustentável – L’Oréal

Através do programa “Sharing Beauty With All” (Compartilhando a Beleza com Todos), a L’Oréal, multinacional francesa de cosméticas, mostra ser possível inovar de forma sustentável, através de ações que passam por toda sua cadeia de valor até ações sociais.

Assim como os demais associados da CCIFB, a L’Oréal tem metas ousadas e alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Entre elas está se tornar carbono neutro até o final do ano, reduzir o uso de 60% de água na produção, desenvolvimento de fórmulas mais biodegradáveis e melhor uso das embalagens depois do descarte. 

Hoje, em parceria com a Engie, todas as operações no Brasil já utilizam energia 100% renovável de origem eólica. Assim, será evitado a emissão de 7.000 toneladas de carbono. Em sua produção, a L’Oréal superou a meta de redução de 60% de CO2 até 2020. A companhia reduziu 64% já no primeiro semestre deste ano.Empresas como Atos, Société Générale, Chenut Oliveira Santiago Advogados, Michelin Ouro Verde Bahia, Nelson Wilians & Advogados Associados, Instituto Renault, Safran, Saint-Gobain, Sanofi, Schneider Electric, Subsea 7, Tereos, Voltalia e Vallourec também integram o Guia sustentável da CCIFB. Para conferir o Guia de Ações de Sustentabilidade completo, clique aqui.

^