Kassab afirma interesse do PSD em lançar Rodrigo Pacheco como candidato à presidente em 2022

Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, sinalizou durante live do Canal Aberto da Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB-SP), no dia 1º de julho, o interesse do partido em lançar candidato próprio para as eleições de 2022. Segundo ele, Rodrigo Pacheco, atual presidente do Senado, é o nome que ganha força nas conversas com a base. Na opinião de Kassab, Pacheco é um dos principais advogados do País e muito bem preparado para o cargo, pois representa uma renovação. O último encontro foi com o cientista político Carlos Melo e o conteúdo pode ser lido aqui.

 

De acordo com Kassab, o nome de Geraldo Alckmin também pode se destacar em uma candidatura de terceira via, compondo palanque com Pacheco e se candidatando novamente como governador de São Paulo. Segundo ele, Alckmin poderia resgatar o protagonismo do Estado. Kassab também deixou claro para os empresários franceses e brasileiros que apesar de existir a possibilidade de Alckmin deixar o PSDB e aceitar o convite do PSD, não pode afirmar.

 

Questionado sobre a estabilidade política, o presidente do PSD enfatizou que na medida que importantes personalidades questionam a apuração dos votos eletrônicos, afirmando que a eleição de 2022 será fraudada é muito preocupante. Não à toa, segundo ele, há uma mobilização para reforçar a seriedade e a transparência do processo para os cidadãos. Kassab ressaltou, ainda, que se for para mudar, que o processo volte para as cédulas em papel para que não haja discrepância.

^