Lacoste: as estratégias digitais para superar a pandemia

De seu nascimento, em 1923, aos dias de hoje, a Lacoste aposta na alta qualidade e na tradição. Durante os primeiros meses da COVID-19, os esforços foram direcionados para proteger as pessoas, por meio de um amplo trabalho de revisão e adaptação de processos, materiais e protocolos. As informações são de Olivier Dupuy, VP Retail & Digital Brazil e Latam Chef, durante o Canal Aberto, realizado pela Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB-SP), no dia 25 de março. O último encontro foi realizado com o economista Gustavo Franco e pode der lido aqui.

 

Segundo Dupuy, acelerar o desenvolvimento do digital foi um dos maiores desafios já que cerca de 90% das lojas estavam fechadas. O primeiro passo, foi investir em equipamentos. Novos celulares foram disponibilizados para que o contato com os clientes por meio do WhatsApp, por exemplo, ficasse mais efetivo. O segundo passo, foi oferecer treinamentos para todos os colaboradores da marca.

 

O terceiro foi implementar ferramentas de vendas online e CRM. Para o empresário, as ativações por CRM ajudaram muito a aumentar as vendas no digital e também nas lojas físicas quando reabriram. Segundo ele, a penetração digital saltou de 9% em 2019 para 21% no ano passado. Outro ponto destacado, é que o índice não caiu com a reabertura das lojas físicas.

 

A inauguração, em São Paulo, do primeiro outlet-conceito da Lacoste na América Latina, também foi destacada por Dupuy. Segundo ele, é o primeiro espaço desenvolvido com o conceito Le Club na América, e o terceiro no mundo – o primeiro foi aberto na Coreia, seguido por uma unidade na China. Para a marca francesa, o objetivo é oferecer uma experiência única em todos os canais. Não à toa, o outlet segue a mesma referência das boutiques Le Club. Para ele, este projeto reforça que a Lacoste está cada vez mais disposta e investir no Brasil e a melhorar a experiência dos consumidores.

^