Segurança psicológica: como promover na sua organização

Com o tema “Cultura organizacional sem medo”, a comissão Mundo do Trabalho da Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB-SP) realizou, no último dia 29 de julho, um workshop para explicar na prática como promover a segurança psicológica nas empresas. A apresentação foi liderada por Ely Bisso, sócio e CEO da DorseyRocha consultoria, e Ismael Almeida, consultor em DHO, Scrum Master e Coach Executivo. Confira abaixo algumas reflexões e dicas apresentadas durante o evento.

De acordo com os especialistas, para uma organização prosperar em um mundo onde a inovação pode fazer toda a diferença entre o sucesso e o fracasso, contratar pessoas motivadas e inteligentes não é o suficiente. Outro ponto de destacado é que para o trabalho florescer, o local deve fazer as pessoas se sentirem capazes de compartilhar seus conhecimentos e opiniões. Segundo Almeida, em um ambiente seguro, as pessoas não são impedidas pelo medo interpessoal. Um dica de leitura foi “A organização sem medo”, de Amy C. Edmondson.

Bisso ressaltou a importância da vulnerabilidade. Segundo ele, o medo do ridículo e a depreciação não podem ser usados para controlar as pessoas. Apontar culpados ainda é uma prática comum em muitas organizações. Não à toa, segundo ele, o líder tem um papel fundamental na garantia de um ambiente saudável e seguro. Outra dica de leitura foi “A coragem de ser imperfeito”, de Brené Brown.

Segundo os especialistas, um exemplo de case bem sucedido é o da Netflix. A cultura organizacional da empresa estimula práticas que promovem a reinvenção dos modelos de trabalho, priorizando a sinceridade, reduzindo os controles, abrindo as informações e estimulando o feedback. A dica de litura aqui foi “A regra é não ter regras”, de Reed Hastings e Erin Meyer.

^