As lideranças que conduzem a crise com sucesso

O conceito de mundo VUCA – volatilidade, incerteza, complexibilidade e ambiguidade – teve origem na década de 1990 e foi utilizada para explicar incertezas políticas e sociais. Em 2008, o mundo VUCA passou a ser aplicado no ambiente de negócio devido à crise econômica. Hoje, diante do COVID-19, houve uma aceleração desse mundo. 

A explicação é do especialista Regis Maia Lucci, diretor da Linea Consulting, convidado da comissão de Educação Superior e Executiva da Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB-SP), durante webinar, no dia 12 de maio. O último encontro debateu como lidar com as mudanças em tempos de crise e você pode ler aqui. 

 De acordo com Lucci, entre as novas habilidades que o líder deve ter estão: aprimorar relacionamentos socioculturais, ampliar a coragem para decisões difíceis e pragmáticas, construir times alinhados, comprometidos e energizados em valores e colaboração, promover feedback respeitoso e construtivo e respeitar as emoções e o equilíbrio da saúde física e mental. Lucci ressaltou que o líder transformador precisa saber conduzir as três dimensões – o líder de si, o líder de equipe e o líder do negócio – de forma sincronizada.

Sobre como mensurar o comportamento das dimensões do líder transformador na condução dos processos gerenciais, Lucci apresentou os conceitos do professor Manfred F. R. Kets de Vries.e a plataforma desenvolvida pela Linea. Destacou também a abordagem desenvolvida pela Kim S. Cameron e Robert E. Quinn sobre Cultura. Para trabalhar os times, indicou os autores Jon R. Katzenbach e Douglas K. Smith. Para trabalhar resiliência, ressaltou a teoria de William Bridges. 

^