Aprenda a desenvolver um plano de retorno para empresa frente ao novo cenário

De acordo com Elena Katsorchis, fundadora da EK Strategy Designers, e Armando Modolin, especialista em pesquisa diagnóstica, são seis os passos mais importantes nas análises e reflexões sobre a trajetória necessária dos negócios diante do novo normal. São eles: liderança, futuro da organização, força de trabalho, novas formas de trabalho, engajamento e ressignificação do RH. Ambos participaram da comissão mundo do trabalho da Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB-SP), liderada pela Andriana Rillo, da Saint-Gobain, por webinar, no dia 18 de maio. No último encontro, o debate foi sobre como cultivar saúde, bem-estar e engajamento durante a pandemia, clique aqui.

Para Modolin, o olhar para a liderança precisa mudar. Segundo ele, surge no momento atual um líder auto disruptivo, ou seja, mais colaborativo, que saiba equilibrar as ações com clareza e que aposte na aceleração do desenvolvimento digital. Não à toa, destacou a relevância dos treinamentos para desenvolver novas competências, inclusive com relação à alfabetização digital.

Já Elena ressaltou no ponto do futuro da organização que é momento de rever tudo. Segundo ela, é oportuno renovar produtos e serviços, modelos de negócios, estudar métricas e acelerar a transformação digital. Na questão da força de trabalho, Modolin sinalizou a importância do fortalecimento dos talentos internos e da reconfiguração do processo de recrutamento e seleção. Diante das novas formas de trabalho, os especialistas também ressaltaram as novas ferramentas de automatização do trabalho, por meio dos dados. O monitoramento da saúde dos colaboradores passa a ser ainda mais essencial, disse Modolin.

Os especialistas foram unanimes em destacar a relevância do engajamento diante dos novos desafios. Modolin ressaltou o conceito de Glass Box Brands – as companhias que costumavam ser caixas pretas, agora serão expostas como uma caixa de vidro – que reforça a necessidade de um melhor planejamento e transparência das ações de sustentabilidade, de equidade e financeira com os principais stakeholders. Elena enfatizou a ressignificação do papel do RH como ainda mais estratégico dentro das organizações.

^