Prêmio de Startups 2019: CCIFB lança nova edição do prêmio, em parceria com Business France

Para inovar no mercado corporativo, cada vez mais empresas investem no mercado de startups.

Uma startup pode ser definida como um novo empreendimento que visa desenvolver um modelo de negócio viável, geralmente baseado em tecnologia inovadora.

Nesse contexto, muitos investidores fundam startups a fim de desenvolver um modelo de negócios escalável para melhor atender uma necessidade de mercado ou criar uma solução inovadora para uma necessidade.

Cenário Brasileiro de startups

Dados da Associação Brasileira de Startups (ABStartups) registraram mais de 12 mil empreendimentos no Brasil, e esse número só tende a crescer.

No último ano, o modelo de startup gerou mais de 30 mil empregos e movimentou mais de US$1 bilhão em investimentos no Brasil. É o que revelou uma pesquisa realizada pela Mckinsey & Company em 2018.

O otimismo no mercado de startups não está presente apenas nos discursos dessa nova economia baseada em serviços e modelos de negócios digitais, mas, também em números e perspectivas.

O Brasil já conta com 6 unicórnios, startups avaliadas em US$ 1 bilhão ou mais.

No entanto, muitos investidores acreditam que o país possa ter mais 7 unicórnios ainda este ano.

O primeiro unicórnio brasileiro foi a 99, comprada pela empresa chinesa Didi Chuxing no começo de 2018. A empresa 99 já esteve presente em evento da CCFIB-SP falando sobre a nova mobilidade urbana e os desafios das grandes cidades nessa temática. Os outros unicórnios brasileiros são Nubank, Movile (empresa dona do iFood), Stone, Arco, Loggi (cujo fundador, Fabien Mendez é francês), e GymPass.

Outro dado que vale a pena ser compartilhado, é a “Radiografia das Startups Brasileiras”, onde podemos perceber que a maioria dos empresários investem em startups nos segmentos de serviços, tecnologia, mídia e telecomunicações e financiamentos tecnológicos.

Aquecimento do mercado brasileiro de startups desperta interesse da França

De olho nos investimentos brasileiros em startups de tecnologia, startups francesas viram o país como uma oportunidade para parcerias no agronegócio brasileiro.

Em julho deste ano, uma comitiva composta por 7 startups francesas desembarcou no Brasil com foco nas demandas tecnológicas e nos potenciais do país. A comitiva integra o “Agrinest”, programa de aceleração de startups francesas no Brasil.

O programa é gerido pela Business France, agência de apoio à internacionalização da economia francesa vinculada à Embaixada da França no Brasil.

Tecnologia francesa desperta interesse de startups brasileiras

A França também tem chamado a atenção de startups brasileiras. Programas do Governo Federal brasileiro levam startups da área tecnológica à França em busca de investidores.

A França conta com 68 Polos de Inovação, que constituem um ecossistema sólido e atraente para investidores. Estes Polos atraem diversas empresas francesas e estrangeiras, que desejam desenvolver Pesquisas & Desenvolvimento na França, sendo um dos principais fatores de estímulo aos empreendedores.

De acordo com a presidente da Câmara de Comércio França-Brasil, Sandrine Ferdane, o estoque de investimentos da França no Brasil é de US$ 29 bilhões.

Conhecida por ser uma “Startup Nation”, a França é sede do maior campus de startups do mundo, a chamada Station F.

Até julho deste ano, foram contabilizadas cerca de 9.500 startups na França. As empresas francesas destacam-se por sua capacidade de integrar rapidamente inovações tecnológicas e posicionarem-se em mercados inovadores.

CCIFB-SP e Business France promovem mais uma edição do Prêmio de Startups

Alinhada às oportunidades do mercado de startups brasileiro e francês, a Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB-SP) e a Business France de São Paulo unem-se em mais uma edição do Prêmio de Startups. Os interessados devem seguir as regras do regulamento e preencher a ficha de inscrição até o dia 15 de outubro.

O prêmio faz parte das atrações do evento Innovation & Tech Day França-Brasil, que será realizado no dia 26 de novembro de 2019, no Cubo Itaú na Vila Olímpia em São Paulo.

Voltado à setores de tecnologia e inovação, como TI, fintechs e e-commerce, o Prêmio de Startups tem como objetivo colocar em evidência ideias inovadoras com forte potencial de impacto e expansão de mercado.

Podem participar do Prêmio de Startups 2019, empresas startups que correspondam aos seguintes critérios:

– Setores ligados à tecnologia e inovação (TI, E-commerce, retail, Adtech, Edtech,

Fintech, Cybersegurança, Biotech, etc.);

– Mínimo de 6 (seis) meses de CNPJ;

– Associadas, ou não, à Câmara de Comércio França-Brasil

 

Três finalistas participarão do Innovation & Tech Day França-Brasil onde a vencedora ganhará uma viagem à França com direito a incubação na Paris&Co. Além disso, a startup vencedora ganhará estadia de uma semana em 2 ou 3 dos 30 Le Village by CA na França, incluindo 1 dia em Paris.

A Business France é a Agência Nacional de apoio à Internacionalização da economia francesa, encarregada do desenvolvimento internacional das empresas francesas e de suas respectivas exportações, bem como da promoção e do apoio aos investimentos estrangeiros na França.

A Business France promove a imagem econômica e a atratividade internacional da França, de suas empresas e de seus territórios. A empresa dispõe de 1.500 colaboradores, localizados na França e em outros 58 países e baseia a sua ação numa rede de parcerias públicas e privadas.

Fundada há 119 anos, a Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB) reúne mais de 800 associadas, entre empresas francesas e brasileiras.

A CCIFB visa estreitar relações entre a França e o Brasil. Como por exemplo, as relações econômicas, financeiras, comerciais, industriais, científicas e culturais.

Com a missão de fomentar o ecossistema de inovação e empreendedorismo brasileiro, a Comissão de Startups da CCIFB-SP promove a aproximação de brasileiros com empresários e empreendedores franceses, dentro do contexto da transformação digital.

“O objetivo da iniciativa é fomentar ainda mais a troca de experiências e boas práticas entre os dois países”, afirma Sandrine Ferdane, presidente da CCIFB-SP. “O potencial de crescimento de startups nos mais diferentes setores da economia é enorme”, sinaliza. “Para a câmara que é uma entidade que reúne empresas de todos os portes há um desejo efetivo de fomentar cada vez mais a inovação no País”, conclui Sandrine.

As inscrições para o Prêmio podem ser feitas até o dia 15 de Outubro.

 

Regulamento 

Ficha de inscrição

^