Publicações

Eventos

Learning Expedition - Porto de Santos

No dia 06 de junho a Câmara de Comércio França-Brasil, em parceria com a Novatrade Brasil, incubadora e aceleradora de negócios internacionais,...

Eventos

Engajamento e preparativos para a COP-30

Em evento da Comissão de Bioeconomia, Elisabeth Laville, CEO da Utopies, compartilhou como líderes podem fortalecer suas marcas com a agenda ambiental

Atualidades das empresas

Atualidade das empresas

Phytorestore em parceria com a Sanepar lança projeto de despoluição do Rio Iguaçu, no Paraná, com soluções baseadas na natureza

O evento teve a participação do presidente da CCIFB-PR, Germano Parcionik

Sanepar avança na implantação do maior projeto de saneamento do país com soluções baseadas na natureza

O diretor de sustentabilidade da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Julio César Gonchorosky, revelou nesta quinta-feira (11), durante o evento Paraná Verde, realizado pelo BRDE e Phytorestore Brasil, que a empresa planeja implementar um projeto de reserva hídrica a partir de Soluções Baseadas na Natureza (SbNs). O projeto está localizado na Bacia do Rio Iguaçu e tem como objetivo reforçar a segurança hídrica para  Curitiba e Região Metropolitana.

De acordo com o executivo, os jardins filtrantes ocuparão uma área de cerca de 300 hectares e já contam com um volume de aproximadamente 2 bilhões de litros de água armazenada. Com a utilização da tecnologia dos jardins filtrantes (wetlands, em inglês), a capacidade de tratamento de água com qualidade para captação para reúso indireto potável chegará a mais de 150 litros por segundo, o suficiente para abastecer uma população de até 200 mil pessoas.

O projeto da Sanepar aproveita o histórico de mineração de argila na Bacia do Rio Iguaçu como forma de ampliar a armazenagem de água nas chamadas cavas.

"Já fizemos toda a interligação das cavas, dando circulação para essa água. Há ganhos ambientais e hídricos não só para o abastecimento ao público, como também para o rio Iguaçu",

Julio César Gonchorosky

Segundo ele, as cavas e jardins filtrantes podem ser utilizados como barreiras secundárias para a água oriunda da Estação de Tratamento de Esgoto Atuba Sul. "As plantas aquáticas são ótimas para retirar fármacos e hormônios da água".

Cristiane Schwanka, CEO da Phytorestore Brasil, hoje a principal referência em jardins filtrantes no mundo, destacou que as Soluções Baseadas na Natureza são iniciativas de rápida implementação e custo competitivo para atender demandas urgentes de segurança hídrica e tratamento de efluentes. "O custo total de um jardim filtrante é cerca de 30% ao de um sistema de saneamento convencional. E os resultados começam a ser observados em menos de 60 dias após a implantação. Ou seja, dado os desafios climáticos e de universalização do saneamento, é imprescindível lançar mão de SbNs", diz Schwanka.

De acordo com o estudo "Benefícios Econômicos da Expansão do Saneamento no Paraná", divulgado no fim de março pelo Instituto Trata Brasil, o estado tem um dos melhores desempenhos do país na área de saneamento. Em 2022, 96,1% da população tinha acesso à água tratada e 76,3%, acesso à rede de esgoto. Ainda assim, o caminho para a universalização é desafiador. Luana Pretto, presidente do Instituto Trata Brasil, ressalta que, além de investimentos de longo prazo, é preciso buscar inovações para o setor.

"Geralmente, os locais que não contam com saneamento são áreas rurais, vulneráveis. Vamos precisar pensar em modelos complementares, como as SbNS, para que possamos ter soluções adequadas à realidade de cada local", disse.

Heloisa Garrett, presidente do LIDE Paraná, e anfitriã do evento falou sobre a importância de discussões como as dos painéis do Seminário Verde.

"O Saneamento tem o poder de transformar a vida das pessoas, ele leva dignidade às comunidades. Hoje, pudemos acompanhar os debates sobre Soluções Baseadas na Natureza (Sbn) que podem favorecer a questão ambiental e social",

Heloisa Garrett

A presidente ainda reforçou o grande papel do LIDE em aproximar a iniciativa pública da privada.

Integrante do Sistema LIDE - Grupo de Líderes Empresariais, o LIDE Paraná atua na construção de uma agenda positiva voltada ao fortalecimento da economia daquele que é o quarto PIB do Brasil.

Ciente do potencial de crescimento das empresas da região, o LIDE Paraná se posiciona como um hub de negócios para a promoção de oportunidades de investimento, desenvolvimento econômico e social e construção de conexões únicas, estimulando as interações e o networking empresarial. Volta-se, ainda, à discussão de temas econômicos e políticos de interesse nacional.

Fonte: Portal Terra Sanepar avança na implantação do maior projeto de saneamento do país com soluções baseadas na natureza (terra.com.br)

 

Confira abaixo a newsletter e saiba mais:

 

 

Vídeos

Atualidade das empresas

Phytorestore em parceria com a Sanepar lança projeto de despoluição do Rio Iguaçu, no Paraná, com soluções baseadas na natureza

O evento teve a participação do presidente da CCIFB-PR, Germano Parcionik

Sanepar avança na implantação do maior projeto de saneamento do país com soluções baseadas na natureza

O diretor de sustentabilidade da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Julio César Gonchorosky, revelou nesta quinta-feira (11), durante o evento Paraná Verde, realizado pelo BRDE e Phytorestore Brasil, que a empresa planeja implementar um projeto de reserva hídrica a partir de Soluções Baseadas na Natureza (SbNs). O projeto está localizado na Bacia do Rio Iguaçu e tem como objetivo reforçar a segurança hídrica para  Curitiba e Região Metropolitana.

De acordo com o executivo, os jardins filtrantes ocuparão uma área de cerca de 300 hectares e já contam com um volume de aproximadamente 2 bilhões de litros de água armazenada. Com a utilização da tecnologia dos jardins filtrantes (wetlands, em inglês), a capacidade de tratamento de água com qualidade para captação para reúso indireto potável chegará a mais de 150 litros por segundo, o suficiente para abastecer uma população de até 200 mil pessoas.

O projeto da Sanepar aproveita o histórico de mineração de argila na Bacia do Rio Iguaçu como forma de ampliar a armazenagem de água nas chamadas cavas.

"Já fizemos toda a interligação das cavas, dando circulação para essa água. Há ganhos ambientais e hídricos não só para o abastecimento ao público, como também para o rio Iguaçu",

Julio César Gonchorosky

Segundo ele, as cavas e jardins filtrantes podem ser utilizados como barreiras secundárias para a água oriunda da Estação de Tratamento de Esgoto Atuba Sul. "As plantas aquáticas são ótimas para retirar fármacos e hormônios da água".

Cristiane Schwanka, CEO da Phytorestore Brasil, hoje a principal referência em jardins filtrantes no mundo, destacou que as Soluções Baseadas na Natureza são iniciativas de rápida implementação e custo competitivo para atender demandas urgentes de segurança hídrica e tratamento de efluentes. "O custo total de um jardim filtrante é cerca de 30% ao de um sistema de saneamento convencional. E os resultados começam a ser observados em menos de 60 dias após a implantação. Ou seja, dado os desafios climáticos e de universalização do saneamento, é imprescindível lançar mão de SbNs", diz Schwanka.

De acordo com o estudo "Benefícios Econômicos da Expansão do Saneamento no Paraná", divulgado no fim de março pelo Instituto Trata Brasil, o estado tem um dos melhores desempenhos do país na área de saneamento. Em 2022, 96,1% da população tinha acesso à água tratada e 76,3%, acesso à rede de esgoto. Ainda assim, o caminho para a universalização é desafiador. Luana Pretto, presidente do Instituto Trata Brasil, ressalta que, além de investimentos de longo prazo, é preciso buscar inovações para o setor.

"Geralmente, os locais que não contam com saneamento são áreas rurais, vulneráveis. Vamos precisar pensar em modelos complementares, como as SbNS, para que possamos ter soluções adequadas à realidade de cada local", disse.

Heloisa Garrett, presidente do LIDE Paraná, e anfitriã do evento falou sobre a importância de discussões como as dos painéis do Seminário Verde.

"O Saneamento tem o poder de transformar a vida das pessoas, ele leva dignidade às comunidades. Hoje, pudemos acompanhar os debates sobre Soluções Baseadas na Natureza (Sbn) que podem favorecer a questão ambiental e social",

Heloisa Garrett

A presidente ainda reforçou o grande papel do LIDE em aproximar a iniciativa pública da privada.

Integrante do Sistema LIDE - Grupo de Líderes Empresariais, o LIDE Paraná atua na construção de uma agenda positiva voltada ao fortalecimento da economia daquele que é o quarto PIB do Brasil.

Ciente do potencial de crescimento das empresas da região, o LIDE Paraná se posiciona como um hub de negócios para a promoção de oportunidades de investimento, desenvolvimento econômico e social e construção de conexões únicas, estimulando as interações e o networking empresarial. Volta-se, ainda, à discussão de temas econômicos e políticos de interesse nacional.

Fonte: Portal Terra Sanepar avança na implantação do maior projeto de saneamento do país com soluções baseadas na natureza (terra.com.br)

 

Confira abaixo a newsletter e saiba mais: